e agora é tempo de falar...

da Carla...

faz hoje exactamente 7 meses em que eu dei aquele passo. aquele fim de tarde em que eu me sentei à mesa da sala da casa dos meus pais (meu deuussss o que me custou a habituar à ideia de dizer: a casa dos meus pais! a casa dos meus pais! a casa dos meus pais! lolll) e lhes disse algo como...
- eu namoro, vocês não o conhecem e vou viver com ele!!

(explicando a parte de "vocês não o conhecem": é que depois do último namoro tinha prometido a mim mesma que nunca mais levava nenhum namorado lá a casa! os meus pais tinham-no recebido super bem porque era a minha escolha, mas eles sabiam há muito que era a escolha errada e mesmo assim respeitaram-na e nunca mas nunca demonstraram o seu desagrado. até porque eu só o soube quando acabamos. então desde aí que me prometi que não iria "obrigar" os meus a passar pelo mesmo. mas a vida troca-nos as voltas! oh se troca!)

e assim a seco lhes disse que 1º namorava e 2º ia sair de casa! os meus ricos pais!!! 65 anos cada. a sua rica filhinha!!! lolll
a minha mãe já desconfiava que algo do genero se passava... mas o meu pai... o meu pai não! estava completamente às aranhas. engoliu em seco. e o mais importante de tudo: apoiou-me a 100%!!!!
não me lembro exactamente das palavras dele... mas tipo... tentava dizer-me que agora tinha crescido, era a sério, já não era brincadeira nenhuma! tinha de cuidar da casa (LOL) pagar as contas, tinha de ser uma dona de casa!!! hehehe
não me lembro muito bem... estava super nervosa... nunca tinha tido uma conversa séria com o meu pai. mas a minha mãe estava ali, como sempre o fez, para me amparar, e sempre que me faltavam as palavras ela entrava em acção. :)
nunca mais falei com eles sobre essa decisão... sobre esse dia... não foi preciso. eles veêm. veêm como estou, sentem que estou bem. os olhos da minha mãe brilham só de pensar na hipótese de preparar um dia um casamento LOL (CALMA!! CALMA!!). algo tb nunca falado com eles. eles próprios dizem que isto agora que estamos a viver: "são modernices, agora todos fazem isso". lol
lembro-me o dia em que eles foram lá a casa pela primeira vez almoçar, a minha mãe vira-se pra mim baixinho e disse-me: "eu ainda não acredito... virei-me para o teu pai e disse: "a casa da carla é ali"... a casa da carla! a casa da carla! disse estas palavras mas ainda não acredito que estou a vir almoçar à TUA casa!" ... e estava feliz ela! estava com os olhos brilhantes! estava quase a desmanchar-se ali à minha frente! mas não o fez! nunca o fez! mas eu vejo... muitas vezes qdo me despeço dela... o esforço que ela faz... para conter a emoção e as lágrimas! a sua filhinha está crescida e é mulher feita!
bem... quem já está de lágrima no canto do olho sei eu quem é! loll

mas não sei se de facto estarei crescida e mulher feita. o que sei é que ainda bem que a vida me deu as voltas! e ainda bem que foram por água abaixo todas as minhas convicções, certezas e teorias! lol e nunca pensei que fosse tão simples amar e ser amada. é tão mas tão simples quando ambos querem a mesma coisa. oh pah... até tenho medo de dizer... mas... sou feliz... :)

bem... já chega por hoje!! somente ainda dizer que se seguem tempos de mudança de casa. agora sim: a nossa casa! recuperar mobília antiga. combinar cores. decorar juntos um espaço novo. preparar o nosso lar.

e já disse muito pah!! sinto que devia um dia partilhar isto com vocês! hoje foi o dia! ;)

e mais não digo!! tsá?

20 "ouvintes" atentos:

Pipa disse...

opahhh... até fiquei comovida! :P

lol mas acima de tudo o que importa mesmo são aquelas letrinhas pequeninas... estás FELIZ!!!! e eu estou feliz por ti!!! :)))))

quem te ouvisse à uns tempos no alentejo.... "oh sokas, poupa-me!" ahahahahahah

AMO-TEEEEEEEEE!!!! sabes, não sabes?! :)

Sokitas disse...

sim.... que a sokas ainda andou umas semanas a pensar k se calhar era mm melhor arrumar o baralho!!!!!

pk a descrencia era tanta!!!!

llllooollllll

E sim.... eu tbm tou mto feliz por ti!!!!

TÀS CRESCIDA!!!!

abox disse...

sim gajas! quem me ouvisse no alentejo!!! a dizer que era IMPOSSÍVEL!!!!!!e a resmungar com a sokas!!
LOLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL

lipa, SEI!!! :)))

sokas e lipa, eu sei q estão!!! :)))))

Alfonso Lagarto, Conde de Marialva disse...

Eheheh! Lamechas!

Parabéns e live hapilly ever after :)

***

abox disse...

lagartito, super lamechas!! hehehe tou parba!!!!!
lol

Nilson Barcelli disse...

Eu estava com um pressentimento idêntico ao da tua mãe...
Espero que sejas muito feliz nesse teu novo "estado"... já és crescidinha, pois claro...
Beijinhos.

Pipa disse...

aiiii é amorrrrrrr ai ai ai é amooorrrrr

é amooooorrrrrrrrrrr


:P

Empregado de balcão disse...

É quando estamos mais descrentes que ele nos apanha :)

Também já passei por isso. Depois fiquei a saber pela minha Mãe, que o meu Pai com aquele ar de "não se passa nada" tinha ficado muito tocado com a minha saida do ninho.

:)

eremita disse...

Só me ocorre dizer..

que aposto que aquele ouro todo é falso!!
ah-ah!

quando é que me apresentas a personagem?

Bart disse...

Epá, que hei-de de dizer?
Não sei se isso é ser lamechas… acho que é uma necessidade de seres verdadeira, de sentir que tens que partilhar a felicidade e sobretudo de seres justa com os que te amam.
Confesso que me lembrava vagamente desse “post” de Janeiro, não resisti e fui lá vê-lo… e a outros também:
“…conversa mais de pai para filha do que de filha para pai…”, pois deve ter sido “bonito”, um pai cheio de receios e já com saudades da sua menina (o truque de pagar as contas e tratar da casa foi em desespero de causa, não?... pai sofre!) e uma filha cheia de medos e neurónios cruzados, mas comandada por um coração que se abriu.
“…sentimentos contraditórios me invadem.” - Aqui para nós, não foi fácil, pois não?... de um lado um sonho, alguém que sente o que sentimos, fala o que falamos, que nos serve de apoio e que apoiamos, e do outro a sensação de deixar a casa dos país que se calhar sonhavam, não com as “modernices”, como diz a Mãe Alves, mas com aquilo a que o preceito (ou será preconceito????) obriga.
“… e agora.. estou por aqui…” - eu nunca vi tantas reticencias num post só, mas sentia-se confiança. Quando for velhinho, combinamos um fim de tarde: eu levo o bolo de chocolate e os finos :)
O “ooooohhhhhhhhh … e já não sou pequena” – Veio logo a seguir como se fosse um alerta, um despertar… ai que frio pelas costas acima!... será que os papás estão bem????
No meio disto tudo, foste crescendo, ficando mais forte. O amor vitaminou-te, concentraste-te nos objectivos que com alguém traçaste, nos novos projectos, fizeste sofrer a bom sofrer esta malta que te adora quando deixas-te de dar notícias… mas tinhas uma razão: ser feliz!
Hoje “pagaste” tudo que nos “devias” (que estúpido, como se nisto dos sentimentos fosse algo de matemático), contaste-nos uma aventura como nunca tinhas contado, mas sobretudo deixaste a malta feliz (pelo menos os que gostamos de ti).
Nada mais tens que fazer do que celebrar cada dia de felicidade e ir em frente, atacar os novos projectos e sobretudo que a “menina grande” nunca deixe de acreditar nos seus sonhos.
Falei de ti, comentei o que nos contaste dos teus pais (se calhar até tentei adivinhar erradamente certas situações), merece agora um comentário, e apesar de não o conhecer, o cavalheiro que te “prendeu” o coração: deve também ter tido a suas dúvidas, deve também ter tido os seus momentos mais complicados, mas teve o mérito de ser o teu suporte, o ombro onde choraste os medos e os olhos onde te confessaste.
Fez-te feliz e isso diz tudo. O “post” de hoje deve ter sido das melhores prendas que recebeu.
Se nos contares aventuras destas cada dois meses, a malta sofre mas perdoa sempre!

Um beijo, Menina Grande!

Nostálgica disse...

Acho que para os pais, seja em que altura for a saida de um filho de casa custa sempre..
O que interessa é estares bem.
Um beijinho.

Micas disse...

Faço minhas as palavras do "Bart", e acrescento, que sejas sempre assim Feliz, muito Feliz :)
Beijocas Menina Grande ;)

Susana Guerreiro disse...

Curte o momento. É mt bom!!!

abox disse...

nilson, :)


pipa, tu fala fala... e vais levar folhos num tarda!!! lollllll


empregado, pois... os pais acho q até sentem mais... hehehe


eremita, mais respeitinho sim??? vamos lá a ver!!!!!
e quando ao ouro... estás completamente errado! é mesmo ouro!


bart, qdo li isto no fim de semana... ao ver a enormidade do comentario lolllll pensei... este gaju talouco!! e não tem mesmo nada q fazer... lolll
mas depois de ler... emocionei-me! :) e tiveste paciencia para ler os posts antigos e tudo! lollllllll só tu!!! ;)



nostalgica, bem vinda!! :)


micas, e leste tudo o que o bart escreveu? ehhehe ;)


susana, :))))) saudades!!!!! estás bem? beijo grande!!!!

Micas disse...

Li, li mesmo, gosto da sensibilidade do Bart, por isso achei um comentário tão completo :)

abox disse...

micas, sim!!! tb acho o mesmo!! :)

B|g EyE F|sH disse...

Parabens :D!

Rita disse...

OLHA QUEM VOLTOU, OH OH OH!!!!!!!!!!! : ) tu sabes que estou super feliz por ti. sabes que mereces mais do que ninguém. e que Deus não dorme. beijo mt gd. (bamo lá?)

abox disse...

rita, bamo lá??? :))))))
beijinhos!!!

Alfonso Lagarto, Conde de Marialva disse...

Abox,

Prepara-te porque hoje o tema do dia é: "papar ou não papar os leitores do blog".

Beijo.

a ouvinte

a ouvinte do bikini laranja (dos chuveiros de vilar de mouros com o malato das manhãs da 3). uma "personagem" que nasceu e cresceu no programa das manhãs da 3 em 2003. como o malato. o diogo beja. a ana lamy. e o peixoto. ela participava activamente no programa. ela fez partidas aos chefe. ela recebeu telefonemas em directo. liam os emails dela em directo. ela recebeu partidas feitas por eles. ela participou numa comunidade na net. ela participou em encontros de fãs do programa. ela fez amigos reais. ela foi aos estudios da rádio. ela conheceu ao vivo todos os seu ídolos excepto o maltato. e ela, a ouvinte, sou eu. uma fã da rádio portuguesa.
ouvinte(s)

arquivo