ontem


sexta-feira. dia de jornada contínua. i. é. entrar às 7h30 e sair às 15h30. i. é. sair de casa às 7h. i. é. acordar às 6h. get it? depois do work. e de um dia inteiro só com uma sopa. feita por mim by the way. boa que só ela. chegar a casa. o meu homem já estava à minha espera com o croissant feito para mim. sair de casa. ir à casa dos pais buscar a carrinha. e segue viagem outra vez. se eu já tinha feito 100km. outros (mais que) tantos se aproximavam. desta vez Porto. missão: ikea-sofá-cama-só-havia-4-unidades-na-terça-feira-e-não-tinha-continuidade-despachar-rápido-estar-em-casa-antes-da-"tempestade". entramos logo pela parte de baixo. zona das oportunidades a ver se o sofá da exposição estava lá. sim. porque a esperança de encontrar alguma das 4 unidades disponíveis na terça-feira era já nenhuma. e assim foi. não estava lá. toca a sair. e entrar pela zona da exposição. para "sra dos sofás": o tal preto de madeira que fazia de sofá cama. ah e tal está em baixo na zona da exposição. mas nós viemos agora de lá. então ainda não o devem ter posto cá fora. mas ele está lá em baixo. toca a percorrer o ikea TODO para chegar à tal zona onde havíamos estado antes. sim estava lá partido e recuperado. no entanto dizia o "sr das oportunidades" este não é sofá cama. mas a "sra dos sofás" disse que era. e ele insistia que não era. ok. trata de sair outra vez e voltar a entrar na exposição zona sofás-cama. parecíamos uns maluquinhos com tanto entra e sai. e tanto sobe e desce. missão agora era: sofá-cama-barato-giro-grande. passado uma hora (ou tlvz mais) missão: cumprida. MAS. havia sempre um MAS. não havia as capas que nós queríamos. e também não iam receber mais. MAS SERÀ POSSÌVEL? praguejava eu. e tentávamos ver alternativas. não haviam. mas a senhora dos sofás ficou rendida à minha simpatia. ou seria ao meu desespero? ou seria ao meu implorar para tirar a capa do sofá que lá estava exposto? e assim foi. lá trouxemos o sofá-cama mais barato ainda por cima. ufaa. canseira. agora toca a percorrer o ikea outra vez. e comprar mais qq coisinha. como sempre. almofadas. ah e tal estas ficavam giras. e estas cinzas para a outra sala? e estas caixas para a casa de banho? e estas capas de edredon? e saimos do ikea carregados. mas contentes. e mortinhos por chegar a casa. telefonema: mãe já não passamos aí (como eu estava tão enganada), vamos directos para casa. amanhã vamos buscar o nosso carro. passados mais uns bons km. chegamos a moledo respiramos de alívio: finalmente em casa. tens a chave de casa? as minhas estão com a chave do carro NA CASA DOS TEUS PAIS. as minhas estão em casa. vooooooooooolta para trás. areosa era agora o destino. mais km e mais conversa chegamos a casa à meia noite. o meu homem queria montar o sofá. e assim se fez. eram 1h30 da madrugada. a "tempestade" ainda não tinha chegado e nós ainda não tínhamos dormido.



e agora dizem voces: ah e tal tanta coisa e o sofá não e nada de especial.
e eu digo: é enorme! foi super barato (não chegou aos 200€). e está no quarto da phoebe. ela gostou. NÓS TB! vai ser usado pelos amigos qdo dormirem cá em casa (sokas, lipa, ema, TODAS! já podem vir!). e para sessões de cinema.

1 "ouvintes" atentos:

Ana, Dona do Café disse...

Parece bem giro...é daquelas coisas essenciais para ter para o pessoal ficar aí em casa após uma noitada a jogar a shots :P
eu quando tiver a minha casinha tb vou querer um sofá-cama assim, é um must-have!
beijinho
ps. e sim, os gatos adoram sempre mais um sítio para as múltiplas sestas =)

a ouvinte

a ouvinte do bikini laranja (dos chuveiros de vilar de mouros com o malato das manhãs da 3). uma "personagem" que nasceu e cresceu no programa das manhãs da 3 em 2003. como o malato. o diogo beja. a ana lamy. e o peixoto. ela participava activamente no programa. ela fez partidas aos chefe. ela recebeu telefonemas em directo. liam os emails dela em directo. ela recebeu partidas feitas por eles. ela participou numa comunidade na net. ela participou em encontros de fãs do programa. ela fez amigos reais. ela foi aos estudios da rádio. ela conheceu ao vivo todos os seu ídolos excepto o maltato. e ela, a ouvinte, sou eu. uma fã da rádio portuguesa.
ouvinte(s)

arquivo